X Seminário de Manejo Integrado - Interdisciplinaridade nas ciências do mar: construindo uma ciência pós-normal

X Seminario de Manejo Integrado

ObjetivoRefletir e discutir sobre a interdisciplinaridade nas ciências do mar sob a ótica da ciência pós-normal, um novo paradigma que vem se consolidando para lidar com problemas complexos como aqueles enfrentados nos oceanos e zonas costeiras.

 

Justificativa: Entende-se que a gestão integrada (GI) é um processo integrador, inclusivo, participativo, adaptável e cíclico, que visa promover o desenvolvimento sustentável e a conservação ambiental. Assim, a GI precisa levar em conta as diferentes fontes de conhecimento, envolvendo necessariamente uma perspectiva pluralista e interdisciplinar.

Contudo, a ciência tradicional reducionista (ciência normal) não é capaz de lidar com a complexidade e a incerteza dos problemas ambientais atuais existentes nos oceanos e zonas costeiras.

Em resposta a estes desafios, novas abordagens estão se movendo para o chamado paradigma da ciência pós-normal. Esta nova abordagem científica pode ser entendida como uma estratégia de resolução de problemas com foco no desenvolvimento de processos de integração, numa perspectiva interdisciplinar e transdisciplinar.

Esta edição do Seminário de Manejo Integrado visa, portanto, estimular a participação e o envolvimento de estudantes de graduação e pós-graduação nos debates sobre a interdisciplinaridade nas ciências do mar, o paradigma da ciência pós-normal e os desafios da integração entre política e ciência, no contexto da gestão integrada (GI). 

 

 

LocalAuditório “Prof. Dr. Plinio Soares Moreira”, Instituto Oceanográfico, Praça do Oceanográfico, 191, Universidade de São Paulo.

 

Data03 de junho de 2016

 

InscriçõesAs inscrições são gratuitas e devem ser feiras online.

 

Assista on-line aquiwww.iea.usp.br/aovivo

Perguntas para a mesa através do e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Público-alvoDocentes, técnicos, alunos de graduação e pós-graduação, gestores, profissionais, ONGs e população em geral.